transmissao-retorno-fonte

Eu fiz: Transmissão de Retorno à Fonte

Publicado em 21/03/2016 • Eu fiz

Gente do céu. Eu tava me coçando desde o começo do ano para ir a uma sessão de TRF, Transmissão de Retorno à Fonte. Fui lá em Adrianna Marroquim e fiz! Uhuuu

Olha só, saí de lá me sentindo muito mexida, com vontade de chorar, algo me tocou, mas sinto que foi para o bem, porque, de fato, preciso mexer em umas coisas bem profundas no meu cardíaco. E a energia do TRF chegou lá. Hoje, três dias depois, estou com o coração mais leve. E a cabeça mais organizada também.

Mas vamos ao que interessa, deixa eu contar como foi! Adrianna atende nas Graças, cheguei lá na maior correria depois de uma reunião e, enfim, ela vai conversando com você sobre as coisas, o universo, a vida e tudo o mais e, então, vamos para a maquinha. A partir daí ela se conecta com a malha energética da Terra e eu me conecto com meu eu, tudo de forma bem natural. Fechei meus olhinhos e estava lá recebendo a energia sutil e linda do TRF.

Algumas imagens vieram para me mostrar alguma coisa, mas, infelizmente, só o meu inconsciente que lembra disso neste exato minuto, talvez simplesmente porque eu não precise me lembrar disso agora. Mas sei que, seja o que for, foi tocado, foi mexido, foi curado, ajudando todo o meu processo de cura interna que venho realizando há vários meses.

Ela explicou que, às vezes, nunca única sessão, a TRF é capaz de curar coisas muito profundas, até mesmo físicas. A ideia da técnica é justamente desfazer programações internas negativas, que nos limitam e intoxicam nossas células, causando doenças, desconfortos, desequilíbrios e nem sempre temos forças para retornar ao nosso centro. Com a nova conexão energética, através de um terapeuta do retorno à fonte, a pessoa recebe a energia de que precisa para iniciar sua jornada de volta para si mesmo, alterando as questões em nível quântico dentro das células, realizando alterações no próprio DNA.

Poderoso, heim? Acho que cada um deveria pelo menos experimentar a técnica e, claro, conhecer Adrianna, que é uma das terapeutas mais fofas e sensitivas que já conheci.

Chega mais >> Rua Aníbal Falcão, 169, Graças – (81) 9.9948 9133

Foto pelo Freepik



Escreva seu comentário

* Campos obrigatórios