aura

Ho’oponopono e Leitura de Aura: eu fiz!

Publicado em 07/12/2013 • Cursos, Hoponopono

Hoje, estou escrevendo para contar para vocês sobre duas experiências incríveis que fiz neste meio tempo. Uma foi a Leitura de Aura, com Ariana Borges. Outra foi minha participação no workshop de Ho’oponopono.

Leitura de Aura

Desde pré-adolescente, não lembro bem, sempre me encantei e pesquisei sobre palavrinhas como chackra, aura, energia, feitiços, magia. Não tinha ideia o que era. Mas, assim que cresci, pude perceber que aquilo tudo era pra mim. Comprei pedras, fazia pequenas bruxarias escondida, estudava sobre o oculto. A aura sempre foi um encanto. Não sabia o que significava, mas ainda assim admirava.

Somente depois de me iniciar em Reiki entendi melhor. Mas nada foi tão profundo em relação a entendimentos sobre mim mesma como a Leitura da Aura. A minha experiência foi super tranquila, leve, mas cheia de verdades que eu precisava ouvir para liberar as energias presas.

A sessão com Ariana dura cerca de uma hora, e ela começa protegendo a sala e se conectando com você. Depois, começa a passear pelas suas vidas passadas e/ou pelos seus chakras. Na minha, ela viu duas vidas passadas que pesam muito na minha vida hoje, pois as duas relacionadas à trabalho, que era o que mais estava me incomodando na época.

Numa dessas vidas, eu morava em Londres e tinha uma patroa da minha idade que era muito apegada a mim. Em resumo, ela se casou com um homem muito rico que a fez infeliz (muito!). Eu casei com um homem simples e tive filhos. Ela teve um bebê que nasceu cego, por conta das doenças que o marido pegava na rua e trazia para ela. Isso – a infelicidade relacionada ao dinheiro – se impregnou em minha alma e é o que justifica meu “nojinho” de dinheiro, pavor de pessoas ricas, desprezo por vida de luxo. Na outra vida, que foi no interior dos EUA, eu era uma senhora que não quis casar, puritana, mas libertária. Libertária no sentido de que não queria casar para não ser infeliz. Mas uma empreendedora criativa e de sucesso. Energia que aparece em mim por meio do meu trabalho atual e que deve – e pode! – se expandir, se eu trabalhar isso tudo dentro de mim.

Entre outras coisas que Ariana falou, claro. Pediu para fazer muitas limpezas de mágoas antigas e que, assim, tudo iria andar na minha vida. Todas as ferramentas eu tenho em mãos: reiki, magnified healing, ho’oponopono, etc. E assim estou trabalhando. Indico a todos. De verdade. Me conheci muito mais e me libertei um pouco dessa coisa do dinheiro imediatamente. Autoconhecimento é tudo.

Ariana é uma fofa e ela grava o áudio da consulta, ou seja, você pode ouvir depois quantas vezes quiser. Show de bola. ;)

Pode marcar na Quintessência: 3423-5653.

 

Cristina_Pinho

Ho’oponopono

Depois da leitura, eu tinha somente 5 dias para fazer o workshop, mas ficou tão claro que era importante neste momento, que nem pensei muito. Fui lá e fiz, com zero expectativas. Por isso coloquei os dois em um post só, porque tem tudo a ver também.

A especialista é Cristina Pinho, que também é taróloga e um amor de pessoa. O curso demorou a engrenar um pouco porque as pessoas ficaram muito resistentes, mas quando aconteceram os primeiros acessos, ficou muito claro porque estávamos ali. O universo é uma consciência coletiva e fomos escolhidos a dedo. Me lembrou um tico uma Constelação Familiar coletiva, mas não é. Basicamente o curso traz algumas surpresinhas bem interessantes. O que libera muitas energias já ali. Sorrisos, carinhas felizes, leves. Muita gratidão. A gente não tem ideia do que a gente guarda na gente. Intuições em alta e fomos acessando uns aos outros, limpando, curando, aproveitando cada minuto, nos entendendo e entendendo o mundo.

Obviamente, o workshop é muito curto pra limpar tudo. Então, o importante, mesmo, é praticar. Essa cura havaiana é muito eficaz, incrivelmente. Quando sento, à noite, para praticar, as coisas vem vindo como um furacão. Elas aparecem e vão sendo curadas. Hoje mesmo eu estava no ponto de ônibus (ótimo momento para praticar, já que você não tem nada pra fazer enquanto está apenas esperando), e fiquei falando as frases: Eu sinto muito, me perdoe, muito obrigada, eu te amo. De repente, percebi que tinha que falar aquilo para mim mesma: Eu me perdoo, eu me amo, sinto muito, muito obrigada. Pimba! Várias respostas apareceram. Aquilo tudo de não dar valor a dinheiro, a prazer. Tudo que eu sempre me culpei, de alguma maneira, foi saindo do meu coração em forma de choro e foi limpando, limpando, limpando. Uma cena louca você chorar sem saber exatamente o porquê no meio da rua. Mas foi fantástico. Se você não tiver a chance de fazer o curso (ela vem pra Quintessência no ano que vem), faça em casa.  Você vai sentir quando acontecer.

Já tive vários acessos durante esta semana. Pessoas perto começaram a canalizar coisas com muita frequência. Deus mandou bala. E os recados fazem TODO sentido. Incrível, a prática é mesmo poderosa. Agradeço demais a Cristina Pinho e ao universo poderoso. Na aula, não poderia imaginar o poder e rumo que isso tudo iria tomar. Ainda tô no começo do caminho, mas tenho certeza que vem muita cura por aqui!

hoponopono

Simbora, pra frente é que se anda! \o/

 

(Tô devendo demais novidades para vocês né? Como alguns já sabem, tive alguns problemas com o blog.com, por isso, tive que mudar o meu blog de endereço. Enquanto não estava pronto, não deu pra postar. Mas cá estou eu de volta firme e forte. Gostaram?)



1 Comentário

  1. Jéssica
    30 de novembro de 2015

    Que lindo! Eu acho incrível como as pessoas podem curar a si mesmas. Deus está dentro de nós e muitos ainda não acreditam que podem tanto quanto ele! Nós somos o universo e podemos tudo!

    Fiz um curto relato das minhas experiências com o auto-conhecimento também, depois dá uma olhada!:

    http://aura.blog.br/aura-educando-o-pensamento-como-estilo-de-vida/

    Abraço e sucesso :D

    Reply

Escreva seu comentário

* Campos obrigatórios