503685aaa8dae8b0963ab81c3f4c81b9

Lian Gong: uma autoterapia para todos

Publicado em 13/10/2014 • Arte Marcial

Uma prática que trata e previne síndromes doloridas e, ao mesmo tempo, une conhecimento médico ao movimento físico. Este é um pequeno resumo do que chamamos de Lian Gong, técnica ainda pouco conhecida no Recife e que traz resultados encantadores para os praticantes. O diferencial do Lian Gong é que estamos falando de uma ginástica terapêutica, baseada no Tui-ná (manobras de massagem) que, aliadas à acupuntura e à fitoterapia, são aplicações clínicas da Medicina Tradicional Chinesa. Tudo é feito em pé.

Nivaldo Sant’Anna é um dos poucos professores da cidade que se engajam na prática e divulgação dela. Segundo ele, que também é educador físico, o Lian Gong é praticado com exercícios de alongamentos musculares e dos tendões, exercícios respiratórios e movimentação das grandes e pequenas articulações. A aula é dividida em três partes, com 12 minutos cada:

Anterior: Exercícios para tratamento e prevenção de enfermidades no pescoço, nos ombros, na região lombar, nos glúteos e nas pernas.

Posterior: Exercícios para prevenção e tratamento de articulações doloridas das extremidades, tenossinovites, cotovelo de tenista e desordens funcionais dos órgãos internos.

I Qi Gong (cultivo e benefício do Qi): composta por exercícios para fortalecer as funções do coração e pulmão, atuando sobre as infecções das vias respiratórias.

Nivaldo conheceu a técnica em 2003, por meio do professor Carlos Gomes, que ministra aulas no polo de Boa Viagem. Nesses anos todos, a técnica, como a maioria das técnicas tradicionais, não mudou. Mas uma novidade chegou para atualizar os praticantes. Na Holomais, em Boa Viagem, o Lian Gong é incorporado à meditação e é ministrada por ele e a terapeuta Neila Gusmão. Por ser uma técnica que promove equilíbrio físico e mental há uma melhor coleta de resultados, visto que se trabalha o ser integral. É como a citação “mens sana in corpore sano”, mente sã em corpo são.

O que encanta o professor é que o Lian Gong em 18 terapias promove qualidade de vida, melhora a autoestima, é uma autoterapia, previne e trata de doenças provocadas pelo LER (lesão por esforço repetitivo), com duração curta –  é de 36 minutos (12 minutos cada parte) -, pode ser praticada por pessoas de qualquer idade, tendo restrição apenas para gestantes e pacientes com doenças crônicas degenerativas. Reduz estresse, melhora o equilíbrio, fortalece os membros inferiores. Vale a pena conhecer, não?

Entre em contato com os melhores terapeutas da cidade clicando aqui.



Escreva seu comentário

* Campos obrigatórios